Notícias

IBOVESPA fecha em 116 mil pela 1ª vez em 6 meses

21/03/2022 - IBOVESPA fecha em 116 mil pela 1ª vez em 6 meses ;dolar cai abaixo de R$ 5

noticias

 

Petróleo supera 115 dólares por barril e impulsiona petrolíferas; bolsas caem no exterior, com preocupações sobre inflação e alta de juros nos EUA

 

Ibovespa hoje: empresas de commodities deram suporte à alta do principal índice da B3, que fechou acima de 116.000 pontos nesta segunda-feira, 21, pela primeira vez desde setembro. Já o real teve o melhor desempenho entre moedas emergentes, com o mercado prevendo juros mais altos no Brasil. O dólar caiu 1,42% e encerrou a 4,945 reais. Foi a primeira vez que a divisa americana fechou abaixo de 5 reais desde o fim de junho.

Ibovespa: + 0,73%, 116.155 pontos
Dólar: - 1,42%, 4,945 reais

 

O forte desempenho do mercado local ocorreu mesmo em meio à maior cautela do mercado internacional, que segue atento aos próximos passos da política monetária dos Estados Unidos. Nesta tarde, o presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, sinalizou que poderia subir o juro americano de forma mais acelerada nas próximas reuniões. "O Fed poderá elevar o juro em mais de 25 pontos-base por vez, se necessário", afirmou. Na última semana, o Fed elevou sua taxa de referência pela primeira vez desde 2018, passando do intervalo entre 0% e 0,25% para 0,25% e 0,50%.

As declarações ocorreram durante a valorização do petróleo, que voltou a ser negociado acima de 115 dólares, menos de uma semana após cair para abaixo de 100 dólares.
S&P 500 (EUA): - 0,04%  Dow Jones  (EUA): - 0,58%  DAX (Alemanha): - 0,60%

O movimento, embora realce as preocupações sobre a inflação global, impulsiona a busca por ações de petrolíferas. Empresas do setor fecharam entre as maiores altas do dia, com destaque para as ações da Petrobras (PETR3, PETR4), com o segundo maior peso do Ibovespa. As ações da Vale, maior representante do índice, também contribuíram com o tom positivo, subindo quase 3%, refletindo a nova valorização do minério de ferro.

Petrobras (PETR4): + 3,76%
3R (RRRP3): + 3,70%
Vale (VALE3): + 2,83%
CSN (CSNA3): + 3,04%

Made with Flourish

No radar de investidores ainda estiveram a revisão de estimativas de economistas consultados pelo Banco Central. Em boletim Focus divulgado nesta manhã, o consenso de mercado para a Selic do fim do ano subiu mais 25 pontos-base, de 12,75% para 13%. A expectativa há duas semanas era de Selic a 12,25%. A Selic para 2023 foi revisada de 8,75% para 9%.

As projeções de Selic mais alta se devem ao maior pessimismo quanto aos níveis de inflação, que deve ser intensificada pelos gargalos de oferta de commodities motivados pela guerra entre Rússia e Ucrânia. O consenso de IPCA para o fim de 2022 subiu para 6,59, enquanto a para o fim de 2023 avançou para 3,75%, se afastado ainda mais do centro da meta de 3,25%.

"Os dados sugerem que o Banco Central deve ficar atento com o cenário. A última decisão do Copom sinalizou mais uma alta de 100 pontos-base [para 12,75%], mas caso o cenário piore não nos parece impossível mais uma alta de 100 pontos-base [13,75%]."

Empresas de crescimento, mais dependentes das condições macroeconômicas, estiveram entre as maiores quedas da sessão.

Banco Inter (BIDI11): - 8,73%
Petz (PETZ3): - 3,70%
Méliuz (CASH3): - 4,04%

Investidores também seguiram reagindo aos últimos resultados do quarto trimestre.  A M. Dias Brancos, de biscoitos, cai nesta sessão, após o Ebitda ter saído em 182,7 milhões de reais, 4,9% menor que o apresentado no mesmo período de 2021 e abaixo do consenso da Bloomberg de 198 milhões de reais. O lucro líquido ficou em 151,1 milhões de reais, representando queda anual de 28%, embora tenha ficado levemente acima das expectativas. A receita ficou em 2,16 bilhões de reais.

 

M. Dias Branco: - 2,49%

"Acreditamos que a alta nos insumos (intensificada em 2022 devido à guerra na Ucrânia) seja maior do que a capacidade da empresa de repassar preço sem perder participação de mercado. No curto prazo, as ações da M. Dias Branco devem responder de acordo com as expectativas de término da guerra", avaliam, em nota, analistas da Levante




Fonte: Por Guilherme Guilherme EXAME

icone-whatsapp 1

A Empresa

  • Pinheiro Empreendimentos Imobiliários 
    Rua Antenor Goncalves, 56
    Vila Euclides - Presidente Prudente / SP
    CRECI: 027490-J

Contato

  •   Rua Antenor Goncalves, 56, Presidente Prudente

  •   (18) 3223-9500 / 99778-7044

  •   Segunda a Sexta : 12:00h às 18:00h

  •   Fale Conosco

www.terezinhapinheiro.com.br © 2022. Todos os direitos reservados.

Site para Imobiliarias
Site para Imobiliarias